top of page
WhatsApp Image 2023-08-13 at 12.13.56 (1).jpeg

O Projeto Mulheres Arteiras saiu no jornal O Liberal

O texto é da Jornalista Márcia Ferreira

Notícias: Bem-vindo
Mulheres Arteiras na Economia Criativa e Sustentável.png
Notícias: Imagem
Oficina VIII.jpeg

Projeto Mulheres Arteiras 2023 tem patrocínio do Banco da Amazônia

O Projeto MULHERES ARTEIRAS recebeu patrocínio do Banco da Amazônia para as atividades de 2023.


Em execução desde 2021, o projeto já alcançou resultados importantes, tais como: elevação da autoestima das mulheres participantes, desenvolvimento de atividade produtiva e melhora da renda, participação das participantes na economia criativa do município de Barcarena.

Acompanhe aqui os produtos produzidos pelas nossas Mulheres Arteiras!


e social de Barcarena - PA. O Parque de Ciência e Tecnologia Guamá (PCT Guamá) é o primeiro parque tecnológico a entrar em operação na Amazônia.

Notícias: Texto
WhatsApp Image 2023-04-30 at 21.02.48.jpeg

O que fizemos em 2022

"A felicidade está em conseguirmos fazer...". Essa frase de Ir. Dulce resume a força que tivemos para realizar grandes feitos em 2022.

A falta de apoio financeiro robusto não foi obstáculo para continuarmos impactando a vida de mulheres periféricas que aspiram por uma nova vida. 

Com a renda obtida com a venda dos produtos, confeccionados pelas mulheres arteiras com patrocínio do Banco da Amazônia em 2021 e parceria com o Programa Entre Elas da Fundação ParáPaz, conseguimos continuar as oficinas de artes manuais e artesanais.

Notícias: Texto

Produção de cestos temáticos, ministrada pela artesã, Márcia Saraiva

No segundo semestre de 2022, as Mulheres Arteiras iniciaram a produção de cestos temáticos.


Foram utilizados materiais reciclados, como barricas de papelão doadas por empreendedores locais.


A oficina de cestaria foi ministrada pela artesã e prof. Márcia Saraiva.

Notícias: Texto
Notícias: Pro Gallery

As Mulheres Arteiras colocam o aprendizado em prática

No primeiro semestre de 2022, as Mulheres Arteiras trabalharam intensamente na produção de artigos como porta níquel, kits de higiene pra bolsas, kits de Guardanapos, produção de jogos, porta brinquedo para crianças, confecção de máscaras e porta-máscaras.


Essas oficinas foram ministradas pela prof. Ruth Medeiros

WhatsApp Image 2022-10-08 at 00.38.29.jpeg
Notícias: Texto
Notícias: Pro Gallery

Projeto Mulheres Arteiras encerra atividades de 2021 com evento de confraternização

O ano de 2021, apesar da pandemia, foi intenso e de grandes realizações para o Projeto Mulheres Arteiras, do Instituto Manilkara. Em comemoração, as participantes e a organização se reuniram para o encerramento do ciclo 2021 numa confraternização de fim de ano.


Foram 25 mulheres diretamente beneficiadas com o projeto, além do impacto positivo para a comunidade em geral. No evento, elas puderam socializar seus depoimentos.




Confira tudo o que as Mulheres Arteiras receberam em 2021:

  • Tiveram a visita de Alcilene Ferreira Rocha, presidente da Grupo de Apoio e Orientação aos Pais de Autistas (Gaopa) e de Natamy Araújo Spada, também do Gaopa. Elas palestraram sobre como identificar um possível autista, quais os órgãos, parcerias e apoios que podem ser procurados. 

  • Participaram de uma Oficina de Jogos de intelecto, pareamento e livros sensoriais, ministrada pela psicopedagoga e artesã Prof. Ruth Medeiros, que também integra o Gaopa. Como resultado, o Gaopa e o Manilkara, organizaram nos dias 3 e 4 de setembro uma exposição. Todo o material produzido foi exibido na Praça da Matriz, de Vila dos Cabanos, em Barcarena, para o público em geral, que pôde conhecer o trabalho e comprar o que foi produzido, gerando renda às participantes. Um primeiro passo no empoderamento econômico das mulheres arteiras.

  • Receberam do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), pólo Barcarena, um momento de cuidado e bem-estar, para as participantes do projeto e seus filhos, com dicas de cuidados para os cabelos e penteados. Os comunitários receberam corte de cabelo.

  • Receberam, também do Senac, a palestra “Empreendedorismo é a arte de fazer acontecer com motivação e criatividade”, ministrada pelo instrutor Elias Sarges. Elias falou sobre capital de giro e precificação. 

  • Participaram de palestra com a Enf. Goreth Lages sobre a campanha Outubro Rosa para a conscientização sobre o câncer de mama. Durante a conversa, Goreth destacou a importância do autoexame das mamas e da adoção de hábitos saudáveis.


O Instituto recebeu o patrocínio do Banco da Amazônia para a realização das ações do projeto em 2021. Em contrapartida ao patrocínio do Banco da Amazônia para a execução do projeto Mulheres Arteiras, o Instituto criou o Semente do Bem, uma ação com a participação de 10 pessoas na faixa etária acima de 60 anos. O objetivo era contribuir com a inclusão desse grupo, considerando que alguns deles, mesmo morando com familiares, sentem-se sozinhos e isolados. Muitos sentem-se um peso para a família, principalmente quando ainda não conseguiram a aposentadoria.

WhatsApp Image 2022-10-08 at 00.16_edited.jpg
Notícias: Texto

Finalização do Projeto Mulheres Arteiras 2021

O Projeto Mulheres Arteiras, patrocinado pelo Banco da Amazônia, encerra o ciclo de atividades do ano de 2021, com a certeza de ter alcançado os objetivos propostos nos pilares do empoderamento, da arteterapia e do empreendedorismo sustentável.

Em nome de toda a diretoia do Instituto Manilkara de Desenvolvimento Socioambiental, pelas  mulheres contempladas, agradecemos o Banco da Amazônia, patrocinador oficial desse projeto. Ressaltamos que esse patrocínio foi de extrema relevância, considerando os impactos sociais positivos produzidos na vida das mulheres participantes, impactos nos aspectos emocional, psicossocial e financeiro. Foram 4 meses de intenso trabalho, de grandes desafios que foram compensados com resultados surpreendentes. 

É gratificante termos nosso trabalho reconhecido pelo Banco da Amazônia, ao sermos parabenizados pela organização dos trabalhos e pela qualidade das peças produzidas pelo grupo de mulheres. Isso não tem preço!

Nossos agradecimentos especiais:

  • à empresa J.R.V Lages, que nos contempla com pequeno patrocínio;

  • à Pizzaria Lisboa, que nos cede os resíduos reaproveitáveis, como vidros e barricas de papelão, que são transformados em peças decorativas vendáveis;

  • ao SENAC, que através da parceria beneficiou as participantes e comunitários, com eventos de embelezamento e corte de cabelo;

  • à Associação GAOPA,  que ministrou às participantes palestras educativas sobre o Transtorno do Espectro Autista e realizou oficinas de produção de jogos pedagógicos voltados para essa temática, que foram vendidos na Feira Pan-Amazônica do Livro de 2021;

  • ao Supermercado Naldo Atacadista, que comprou as sacolas reutilizáveis produzidas pelas Mulheres Arteiras.

Nossos agradecimentos aos profissionais que atuaram direta e indiretamente contribuindo para finalizarmos esse trabalho com muito êxito. À artesã e psicopedagoga, Rute Helena dos Santos Medeiros; à promotora de comunicação, Marcia Cristina Alves; à Edeize Ramos de Oliveira no apoio à coordenação de projetos; à Lara Thais de Souza Lages, que colaborou com a criação do site; à Maria de Nazaré Nascimento, que cedeu sua máquina de costura para ser utilizada nas oficinas; ao grupo de apoio Kilvia Cristina Araújo, Jorge Luiz Almeida Silva, Maria de Fátima Rodrigues, Cecília Ferreira de Andrade e Deuza Maria Gomes Lima.

De forma especial, parabenizamos todas as Mulheres Arteiras que com determinação e garra superaram suas limitações, aceitaram o desafio e chegaram ao final. Portanto, o momento é de celebrar os impactos sociais positivos gerados na vida dessas mulheres. 

Gratidão Mulheres Arteiras!

Ana Lúcia Rodrigues Alves, Antônia da Conceição dos Santos Reis, Carla Lorena Neves Mendes, Cecília Ferreira de Andrade, Claudinéia da Costa Leão, Deuzuita Silva Lima, Deuza Maria Gomes Lima, Doraci de Jesus Campelo Teixeira, Eriane Souza de Oliveira, Jakline Sebastiana Neves Gonçalves, Jeany Alessandra Picanço de Miranda, Katia Cilene Dias Tavares, Keuly da Silva Pelaes, Kilvia Cristina Araújo Martins, Kilvia Cristina Araújo Martins, Lilian Marly Melo dos Santos, Luana Alfaia  da Silva, Maria de Fátima C. Rodrigues, Maria do Socorro Portilho de Sousa, Maria do Socorro Lima da Silva, Micilene Marques de Lima, Micilene Mendes, Nilza Maria da Silva, Windy Adriana de Miranda Rodrigues.

Notícias: Texto

Notícias

WhatsApp Image 2021-08-09 at 14.06.53.jpeg

Manilkara apresenta o Projeto Inclusivo Mulheres Arteiras, na comunidade Águas Verdes (Barcarena/PA)

02 de agosto de 2021

Na tarde do dia 02/08/2021, aconteceu a abertura oficial do "Projeto Inclusivo Mulheres Arteiras”, na comunidade de Águas Verdes, no município de Barcarena. O projeto é uma iniciativa do Instituto Manilkara de Desenvolvimento Socioambiental, Saúde, Educação e Empreendedorismo da Amazônia em prol de mulheres que vivem, principalmente, em situação de vulnerabilidade socioeconômica. O objetivo é desenvolver junto a elas o empoderamento, a arteterapia e o empreendedorismo sustentável, fundamentado na economia criativa.


O "Mulheres Arteiras" tem patrocínio do Banco da Amazônia e funciona na sede do Instituto Manilkara. Participam 25 mulheres artesãs e costureiras, que vão transformar, em arte, objetos reciclados e ideias. No lançamento do projeto, a socióloga Maria do Carmo Ferreira abordou o tema: Empoderamento, em um agradável bate papo com as participantes. “Empoderamento feminino é ter o poder de suas vontades, decisões, não é disputa é direito”, defendeu Maria do Carmo.


“Esse projeto é a continuação de outro que desenvolvíamos no instituto e que adaptamos em outro formato, porque deu muito certo. Tínhamos mulheres que estavam com depressão, ansiedade e outros problemas de saúde e o projeto foi um recurso, uma saída para algumas delas” explicou a enfermeira e especialista em gestão ambiental, Maria Goreth Lages, que está à frente do projeto e do instituto. As oficinas acontecem nas segundas e quartas na parte da tarde.

Notícias: Notícias e atualizações
Notícias: Vídeo

Projeto Mulheres Arteiras segue a pleno vapor

As oficinas de artesanato feita por mulheres que transformam materiais como tecidos, papelão, plástico e papel, em arte, segue firme na sede do Instituto Manilkara de Desenvolvimento Socioambiental, Saúde, Educação e Empreendedorismo da Amazônia, no bairro Águas Verdes. As primeiras peças foram feitas para a brinquedoteca, lugar onde vão ficar os filhos das participantes, durante o tempo em que elas estão na oficina.

O Projeto Inclusivo "Mulheres Arteiras” começou no início do mês de agosto, com palestras e ambientação, agora segue com as oficinas. “Algumas dessas mulheres chegaram aqui com quadro de depressão e ansiedade muito forte. Hoje, elas estão muito bem, se encontraram na oficina, sentem felicidade em fazer arte, em criar peças que vão contribuir na rotina delas e até ajudar na despesa da casa com o possibilidade de transformar o artesanato que fazem, em negócio”, explicou a professora Ruth Medeiros, facilitadora da oficina. As aulas seguem nas segundas e terças-feiras, de 14h às 16h, na Sede do instituto.

WhatsApp Image 2021-10-17 at 16_edited.jpg
Notícias: Texto
Notícias: Pro Gallery

Gaopa e Manilkara na parceria com as Mulheres Arteiras

Durante a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência, Intelectual e Múltipla, as mulheres do Projeto Inclusivo Mulheres Arteiras receberam a visita de Alcilene Ferreira Rocha, presidente da Associação de Apoio e Orientação aos Pais de Autistas (Gaopa) e de Natamy Araújo Spada, também do Gaopa. Cilene fez uma breve apresentação da instituição, sua importância e luta. Natamy explanou sobre como identificar um possível autista, quais os órgãos, parcerias e apoios que podem ser procurados. 


Para algumas das participantes, o assunto foi novo e muito importante. A enfermeira e especialista em gestão ambiental Maria Goreth Lages, idealizadora do Instituto Manilkara agradeceu a participação do Goapa e revelou que "esse é um tema muito falado ultimamente mas bastante novo, eu estou na área de educação e saúde há muito tempo, mas muita coisa do que foi falado por vocês, eu desconhecia”. E a visita foi finalizada com a exposição de peças fabricadas pelas participantes do projeto. 

O Projeto tem o patrocínio do Banco da Amazônia.

WhatsApp Image 2021-09-16 at 8.40.30 AM.jpeg
Notícias: Texto

Participantes do "Mulheres Arteiras" recebem oficina para estímulo cognitivo de seus filhos

O Projeto Inclusivo Mulheres Arteiras ofereceu às participantes uma Oficina de Jogos de intelecto, pareamento e livros sensoriais como parte da programação das ações educativas do semestre do Instituto Manilkara.

A oficina foi ministrada pela psicopedagoga e artesã Prof. Ruth Medeiros, que também integra o Grupo de Apoio e Orientação aos Pais de Autistas (Gaopa), com o objetivo de orientar as participantes do Projeto a estimularem os aspectos cognitivos e sensoriais dos seus filhos.

A oficina teve três momentos: uma primeira parte teórica, em que a Prof. Ruth pode explicar os conceitos e a importância do estímulo cognitivo; uma segunda parte, mais prática, em que as participantes confeccionaram os jogos; e, por fim, uma dinâmica de uso dos jogos por elas confeccionados com as crianças presentes.

Exposição


De 21 a 28/08 estabeleceu-se nacionalmente como a Semana da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla. Aproveitando a data, o Gaopa e o Manilkara, organizaram nos dias 3 e 4 de setembro uma exposição com o resultado da oficina. Todo o material produzido foi exibido na Praça da Matriz, de Vila dos Cabanos, em Barcarena, para o público em geral, que pôde conhecer o trabalho e comprar o que foi produzido, gerando renda às participantes. Um primeiro passo no empoderamento econômico das mulheres arteiras.

O Instituto recebeu o patrocínio do Banco da Amazônia para a realização desse projeto.

WhatsApp Image 2021-10-17 at 16.07_edited.jpg
Notícias: Texto